Botafogo derrota o Coritiba fora e entra no G6

Compartilhe!

Botafogo derrota o Coritiba fora e entra no G6

Botafogo derrota o Coritiba fora e entra no G6

 

 

 

 

 

 O Botafogo mostrou que está recuperado do trauma causado pela eliminação da Libertadores. Em partida emocionante, disputada na tarde deste domingo, no Couto Pereira, o Alvinegro de General Severiano derrotou o Coritiba, de virada, por 3 a 2. O resultado fez o Botafogo ultrapassar o Flamengo e chegar na sexta posição do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos ganhos. O Coritiba segue na zona do rebaixamento, ocupando a 18ª posição com 27 pontos conquistados.

A diretoria do Coritiba encheu de sal grosso o gramado do Couto Pereira para tentar eliminar a má sorte da equipe, mas a providência não deu resultado. O time da casa até saiu na frente, mas permitiu a reação do Botafogo, que disputou um grande segundo tempo e conseguiu um importante resultado. Roger, Guilheme e João Paulo marcaram para o Botafogo, enquanto Werley e Carleto anotaram para o Coritiba. Carleto ainda perdeu um pênalti, defendido por Gatito Fernández.

Na próxima rodada, o Coritiba vai enfrentar o Bahia, na Fonte Nova. O Botafogo vai receber o Vitória, no Nilton Santos.

O jogo – Precisando desesperadamente de uma vitória, o Coritiba partiu para cima do Botafogo assim que o jogo começou. Com Thiago Real aberto pela direita, o time curitibano tentava chegar ao gol alvinegro através de cruzamentos, que eram facilmente bloqueados pela zaga da equipe carioca. Aos oito minutos, após cobrança de escanteio, Henrique Almeida desviou, mas a bola saiu.

O Botafogo só chegou na área adversária aos dez minutos, em cruzamento de Arnaldo, que Gilson não conseguiu alcançar. O time paranaense seguia com maior posse de bola, enquanto o Botafogo, escalado com apenas um atacante, encontrava dificuldades para pressionar o adversário.

Aos 14 minutos, após cruzamento de Léo, Thiago Real se antecipou à zaga e cabeceou com muito perigo, mas a bola saiu. Aos 17, o Botafogo desperdiçou uma grande oportunidade para marcar. Arnaldo roubou a bola na entrada da área, arrancou em velocidade e tocou para Roger, que entrava livre pelo meio, mas o atacante finalizou para fora.

O jogo ficou mais equilibrado por conta da forte marcação das duas equipes no meio-campo. Aos 31 minutos, Rildo cruzou, a bola bateu no braço de Rodrigo Lindoso e o árbitro marcou pênalti. Os jogadores alvinegros reclamaram muito da marcação, o que retardou o jogo. Carleto fez a cobrança e Gatito Fernández fez a defesa, espalmando para o lado. Foi a oitava defesa do goleiro paraguaio em 13 penalidades marcadas contra o Botafogo.

O Coritiba seguiu no ataque e marcou o primeiro gol aos 36 minutos. Carleto cobrou falta da esquerda e Werley cabeceou para colocar a bola no ângulo esquerdo, sem defesa para Gatito. Aos 42 minutos, Carleto cruzou, Henrique Almeida não alcançou e Gatito ficou com a bola.

O Botafogo teve a chance de empatar aos 46 minutos quando Roger cabeceou e Wilson fez uma grande defesa, salvando a sua equipe. Os cariocas voltaram para o segundo tempo com Marcos Vinicius no lugar do apagado Matheus Fernandes, e criaram a primeira oportunidade, quando Arnaldo cruzou e João Paulo cabeceou com perigo. O Coritiba tentava administrar a vantagem, tocando a bola e esperando que o adversário abrisse espaços para os contra-ataques.

Aos 11 minutos, o Botafogo marcou o gol do empate. Victor Luís levantou na área e Roger cabeceou para deixar tudo igual. Abalado, o time da casa voltou a se posicionar de forma ofensiva para tentar retomar o controle do jogo, mas foi o Botafogo que voltou a marcar aos 19 minutos, através de Guilherme, que recebeu um passe preciso de Bruno Silva e empurrou para as redes. O detalhe é que Guilherme tinha entrado um minuto antes e marcou em sua primeira participação.

Aos 26 minutos, o Botafogo quase marcou o terceiro gol. Bruno Silva lançou Guilherme pela esquerda. O atacante lançou para a entrada de Bruno Silva, que chegou batendo, para grande defesa de Wilson. O goleiro da equipe paranaense voltou a brilhar ao defender, de forma espetacular, uma cabeçada de Joel Carli, após cobrança de escanteio.

Aos 34 minutos, o árbitro marcou falta de Victor Luis em Yago, muito contestada pela equipe carioca. Carleto bateu e Gatito defendeu parcialmente, mas a zaga aliviou o perigo. Três minutos depois, o Coxa chegou ao empate. O Botafogo cometeu outra falta na entrada da área e Carleto bateu com violência no canto esquerdo para marcar.

A alegria da torcida paranaense durou pouco. Aos 38 minutos, o Botafogo marcou o terceiro gol. Victor Luis cruzou, Marcos Vinicius desviou e João Paulo, livre na área, matou no peito e chutou sem chances para Wilson. Desesperado, o Coritiba partiu para buscar o empate e Keirrison cabeceou para fora. Nos acréscimos, o time paranaense seguiu pressionando. O árbitro deu seis minutos de tempo adicional, mas o Botafogo soube se defender e garantir a virada.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 2 X 3 BOTAFOGO

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 24 de setembro de 2017 (Domingo)

Horário: 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Kléber Lucio Gil (Fifa-SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)

Cartões amarelos: Léo (Coritiba); Roger, Rodrigo Lindoso, Joel Carli, Arnaldo (Botafogo) Gols: CORITIBA: Werley aos 36 minutos do primeiro tempo e Carleto aos 37 minutos do segundo tempo. BOTAFOGO: Roger, aos 11 minutos, Guilherme, aos 19 minutos e João Paulo, aos 38 minutos do segundo tempo.

CORITIBA: Wilson; Léo, Walisson Maia, Werley e Thiago Carleto; Jonas, Matheus Galdezani, Thiago Real (Yago Dias) e Anderson (Rafael Longuine); Rildo e Henrique Almeida (Keirrison) Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Marcos Vinicius),João Paulo e Gilson (Guilherme); Roger Técnico: Jair Ventura

gazetaesportiva

Foto: Lance

Data: 
segunda-feira, Setembro 25, 2017 - 08:15
Compartilhe!

Comentários