Comandante do 3º BPM reconhece poucos homens para atuar na segurança na cidade de Patos

Compartilhe!

Comandante do 3º BPM reconhece poucos homens para atuar na segurança na cidade de Patos 

 

 

Concedendo entrevista na noite desta sexta-feira, dia 11, ao Programa Polêmica, levado ao ar pela Rádio Espinharas FM/AM, o Major Douglas, Comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), falou sobre a complexidade da segurança pública. O Major Douglas respondeu perguntas do apresentador e também dos ouvintes.

O Comandante do 3º BPM relatou os últimos episódios nos quais a polícia logrou êxito ao prender e apreender pessoas envolvidas na criminalidade na cidade de Patos. Citou o fato da perseguição da Polícia Militar aos dois adolescentes infratores, que teve início no Bairro Monte Castelo e culminou na apreensão destes ao colidiram com o muro da Escola Estadual Monsenhor Manuel Vieira (CEPA), inclusive um destes jovens estando armado e os fugitivos estarem com uma moto roubada de um cidadão.

Na citada situação, os dois adolescentes, envolvidos em atos criminosos, ao colidirem com o muro houve o disparo da arma que estava em poder do carona que atingiu o que guiava a motocicleta. Os jovens foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de urgência (SAMU) para o Hospital Regional de Patos.

O Major Douglas falou da necessidade do apoio da população para elucidar alguns crimes, a exemplo do que revoltou a cidade de Patos quando um homem, em plena luz do dia, praticou assalto a mão armada aos estudantes no centro de Patos. O episódio foi gravado por câmeras de segurança e se espalharam em redes sociais e por sites de notícias.

Perguntado sobre a questão do contingente de polícias para dar segurança, o Major Douglas confirmou que existe insuficiência. Ele disse que são 456 policiais militares para atender todos os municípios de responsabilidade do 3º BPM, no entanto, todos estão colocados à disposição da sociedade. Major Douglas citou a melhora nas viaturas e a liberdade de atuação que se tem atualmente, pois não existe interferência no trabalho prestado pela polícia por parte da política.

 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com

Data: 
sábado, Agosto 12, 2017 - 08:00
Compartilhe!

Comentários