Flamengo e Botafogo não saem do zero em Volta Redonda

Compartilhe!

Flamengo e Botafogo não saem do zero em Volta Redonda

 

Gazeta Press - Rio de Janeiro, RJ

 

 

Flamengo e Botafogo empataram sem gols em partida disputada na manhã deste domingo, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O resultado foi ruim para as duas equipes. O Flamengo caiu para a décima colocação do Campeonato Brasileiro com seis pontos ganhos, enquanto o Alvinegro de General Severiano chegou a sete pontos e ocupa, provisoriamente, a sexta colocação.

O Flamengo foi superior durante a maior parte do jogo, mas esbarrou no sólido sistema defensivo armado por Jair Ventura, e criou poucas chances para marcar. O Botafogo teve a infelicidade de perder dois jogadores, ainda no primeiro tempo, em divididas com Willian Arão, o que prejudicou os planos do treinador que perdeu as opções para alterar a equipe.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro. O Botafogo vai visitar o Santos, na Vila Belmiro.

O jogo –  Logo no primeiro minuto, Everton recebeu na área, trombou com Carli e caiu reclamando, mas o árbitro nada viu de irregularidade no lance. Aos cinco minutos, o volante Bruno Silva arriscou de fora da área, a bola desviou em Réver e encobriu o travessão, assustando o goleiro Alex Muralha. A jogada animou o Alvinegro que voltou a ameaçar. Após erro de passe de Réver, a bola ficou com Arnaldo que investiu pela direita e cruzou. Réver tentou tirar de carrinho e a bola sobrou para Roger que chutou forte para segura defesa de Muralha.O Botafogo atuava apenas fechado, tentando aproveitar os espaços concedidos pelo Flamengo que tinha uma postura mais ofensiva, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa alvinegra.

Só aos 15 minutos é que o Flamengo criou a primeira jogada ofensiva. Após cobrança de escanteio, Guerrero dividiu com Igor Rabello e a bola sobrou para Everton que chutou forte, mas mandou para fora. O time dirigido por Zé Ricardo forçava muito o jogo pela esquerda com Trauco e Everton não dando sossego ao lateral Arnaldo.

O Flamengo aumentou a pressão e aos 17 e 18 minutos, conclusões de Juan e de Guerrero levaram perigo para o gol de Gatito Fernández. O jogo era muito truncado e a torcida rubro-negra vibrou quando Cuéllar deu um lençol em Matheus Fernandes. O Flamengo abusava do jogo aéreo e a defesa botafoguense estava conseguindo bloquear os cruzamentos.

Depois do tempo técnico, causado pelo forte calor em Volta Redonda, o jogo recomeça e Willian Arão atinge o tornozelo de Victor Luiz, de forma violenta. O lateral-esquerdo tenta seguir em campo, mas acaba pedindo para sair. Gilson entra em seu lugar.

Aos 41 minutos, Trauco faz lançamento para a penetração de Everton, mas Gatito Fernández saiu com precisão e ficou com a bola.

Pela segunda vez, Willian Arão tira um jogador do Botafogo de campo. Ele atinge Airton com violência e o volante rubro-negro não pode continuar em campo. Dudu Cearense entrou em seu lugar. Nos primeiros 45 minutos, o técnico Jair Ventura foi obrigado a queimar duas substituições por causa de lesões sofridas por seus jogadores em choques com Willian Arão, ex-jogador alvinegro e que deixou o Alvinegro em decisão contestada pelo clube de General Severiano.

Fla e Bota jogaram na manhã deste domingo e não movimentaram o placar – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

O segundo tempo começou com Paolo Guerrero sendo derrubado na entrada da área. Depois de dois minutos de muita confusão e distribuição de cartões amarelos, Ederson cobrou e a bola bateu na barreira.Por volta dos dez minutos, a torcida rubro-negra passou a pedir a entrada do meia Diego que não joga há 52 dias por causa de cirurgia no joelho. E o Flamengo desperdiçou a  primeira grande chance de gol. Trauco fez ótimo lançamento para Guerrero que ganhou de Igor Rabello, mas teve seu chute bloqueado por Gatito Fernández. A bola ainda bateu no rosto de Rabello e encobriu o travessão.

O Flamengo pressionava e ,aos 14 minutos, Bruno Silva bloqueou o chute de Guerrero que estava em ótimas condições. Logo depois, Zé Ricardo colocou Diego em campo, tirando o volante Cuéllar.

A resposta do Botafogo foi imediata. Em jogada muito rápida, Arnaldo arranca pela direita e cruza para Roger, livre, na grande área. O atacante, apenas diante de Muralha, tenta colocar e manda para fora, desperdiçando a melhor chance de gol criada até aquele momento.

Zé Ricardo tentou dar mais velocidade ao jogo e trocou Ederson por Vinicius Júnior, de 16 anos, e já vendido ao Real Madrid. A partida ficou mais aberta e, aos 23 minutos, foi a vez de Everton desperdiçar grande chance depois de receber passe de Trauco e invadir a área. O chute saiu errado.

O Flamengo ficava mais tempo com a bola, enquanto o Botafogo apenas saía em contra-ataques. Vinicius Júnior. entrou com disposição e levando vantagem nos lances individuais contra os defensores alvinegros.

Muito cansado, depois de executar dupla função em campo, Rodrigo Pimpão saiu para dar lugar ao camaronês Joel.

Aos 37 minutos, Vinicius Júnior. arriscou, da entrada da área, mas a bola bateu na zaga e o Botafogo saiu jogando. O Flamengo dominava completamente o jogo e o Botafogo, acusado na defesa, não conseguia sequer organizar jogadas de contra-ataque.

Um minuto depois, Vinicius recebeu de Everton e tentou encobrir Gatito Fernández, mas a bola se chocou com o travessão. Na última substituição, Zé Ricardo tentou arriscar tudo e colocou Leandro Damião no lugar de Willian Arão que saiu vaiado pelas duas torcidas.

Aos 42 minutos, Diego cobrou falta e Gatito Fernández defendeu com segurança. Apesar de pressionar até o final, o Flamengo não conseguiu superar o sistema defensivo do Botafogo e o jogo acabou sem gols.

 

 

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 0 X 0 BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 4 de junho de 2017 (Domingo)
Horário: 11h(de Brasília)
Público: 8.887 pagantes
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e José Ricardo Guimaraes Coimbra (PA)
Cartão Amarelo: Cuéllar, Juan(Fla); Bruno Silva, Carli(Bota)

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Juan e Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar(Diego), Willian Arão(Leandro Damião) e Ederson(Vinicius Júnior); Everton e Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís(Gilson); Aírton(Dudu Cearense), Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão(Joel)e Roger
Técnico: Jair Ventura

Data: 
domingo, Junho 4, 2017 - 14:45
Compartilhe!

Comentários