Justiça condena Renan à perda do mandato e de direitos políticos

Compartilhe!

Justiça condena Renan à perda do mandato e de direitos políticos

Senador Renan Calheiros discursa no plenárioSenador Renan Calheiros/Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil (Fotos Públicas)

Processo está sob sigilo da Justiça, mas o ex-presidente do Senado ainda pode recorrer sem deixar o cargo

Por
  Do R7

A Justiça do Distrito Federal condenou o senador e Renan Calheiros (PMDB-AL) por improbidade administrativa. O ex-presidente do Senado perderá o mandato e ainda terá seus direitos políticos suspensos por oito anos.

Não há muitos detalhes sobre a condenação, pois o processo está sob sigilo da Justiça, mas o senador ainda pode recorrer sem deixar o cargo.

O advogado de Renan, Luís Henrique Machado, falou sobre o caso com a equipe do Portal R7:  “Exatamente pelos mesmos fatos envolvendo o episódio Mônica Veloso, o Supremo Tribunal Federal, quando analisou o caso no âmbito penal, nem sequer recebeu a denúncia por ausência de prova”, disse ele.

É importante lembrar que o senador ainda pode recorrer à decisão. “De toda forma, cabe à defesa apelar da decisão confiando que o Tribunal Regional Federal restabeleça o mesmo critério e raciocínio utilizados pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal.”

Renan já foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) ao STF (Supremo Tribunal Federal) por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato em dezembro de 2016. Foi a primeira denúncia contra o senador na investigação relatada pelo ministro Edson Fachin no Supremo.

Antes, também em dezembro, o peemedebista se tornou réu pela primeira vez na Corte pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público por funcionário que tem a seu cargo a gestão de verbas públicas).

Data: 
domingo, Novembro 19, 2017 - 09:30
Compartilhe!

Comentários