Nutricionista alerta para os cuidados pós ceia

Compartilhe!

Nutricionista alerta para os cuidados pós ceia

Fartura. Mesas repletas de delícias. As festas de final de ano costumam comprometer as dietas e provocar a ingestão de calorias em excesso. É importante ficar atento à alimentação antes e depois da ceia de Natal.

Ao Portal MaisPB o nutricionista Rafael Soares explicou que mesmo diante de tantas tentações gastronômicas é possível fazer escolhas mais saudáveis, beber com moderação e evitar comer muitos doces. Segundo ele, o ideal é consumir na quantidade precisa, sem exageros.

“Não existe uma dieta restrita, padrão para alguém fazer antes do Natal. Tudo é questão de reeducação alimentar. O ideal é fazer uma alimentação balanceada e ter o controle das bebidas alcoólicas. Comendo na quantidade certa. Não existe dieta milagrosa, mas dá sim para fazer uma ceia mais saudável”, afirmou

De acordo com o nutricionista, tudo começa com o preparo dos alimentos, reduzindo a quantidade de sal, manteiga, creme de leite e azeite. Durante a ceia, segundo Rafael, o ideal é consumir carnes magras, como o peru.

“Sempre recomendo as carnes magras,  o peru é uma ótima opção para o Natal,pois ele é uma ótima fonte de proteínas com baixo teor de gordura. Uma opção acessível que pode ser associada com algumas frutas e hortaliças que podem dar uma aparência mais nutritiva”, explica.

Para evitar doces em excesso e garantir mais saciedade, ele afirma que uma boa alternativa são as nozes, amêndoas, avelãs e as castanhas, que ajudam a inibir o apetite e, consequentemente, evitar as “tentações”.

Hidratar o corpo para evitar “inchaço”

Em relação ao pós ceia, Rafael explica que este será provavelmente o momento de novas estratégias como, por exemplo, refeições mais leves, com maior quantidade de legumes, alimentos grelhados, além de evitar as sobremesas da ceia. Porém, o principal é aumentar a hidratação durante este período para não causar retenção de liquido e inchaço após o Natal.

Ele acrescenta que exercícios físicos também colaboram para reduzir ainda mais os quilos “extras”

No entanto, o nutricionista orienta que uma reeducação alimentar anterior e a adoção de um estilo de vida voltado à alimentação saudável de três em três horas, sem pular as refeições, fazem com que a ceia de Natal não seja um desafio tão grande para aqueles que já sabem o que e quanto comer.

“Não é porque é final de ano que vamos abandonar os hábitos saudáveis. Essas pequenas atitudes fazem sim a diferença”, concluiu o nutricionista.

Juliana Cavalcanti – MaisPB

Data: 
segunda-feira, Dezembro 25, 2017 - 12:15
Compartilhe!

Comentários