Paraibano vence Brasileiro de Jiu Jitsu e vira promessa para o Mundial na Califórnia em 2016

Compartilhe!

Natural da cidade de Areia, no brejo paraibano, o atleta Ermesson Legal
Silveira, de 30 anos, foi um dos vencedores da III edição Campeonato
Brasileiro de Jiu Jitsu, realizado no último final de semana, no Rio
Grande do Norte.

Com o êxito, o paraibano agora virou uma promessa para levar o nome da
Paraíba até o cenário Internacional, no Mundial de Jiu Jitsu, que
acontece na Califórnia (EUA). O evento está agendado para maio de 2016 e
deve reunir atletas de todo o mundo, entre eles o Maior Campeão de
Brazilian Jiu-Jitsu da história, Roger Gracie.

“Esse é um sonho que tenho, infelizmente o Jiu Jitsu ainda não é um
esporte olímpico para que eu pudesse competir nas Olímpiadas Rio de 2016
e assim tentar
garantir mais uma medalha para a nossa Paraíba, mas já estou
trabalhando e treinando para participar do Mundial de Jiu Jitsu na
Califória, em 2016, e espero trazer mais essa medalha para o nosso
Estado”, disse.

Em Natal o atleta paraibano foi medalha de ouro na categoria médio
máster faixa marrom e comemorou a vitória ao lado de dois de seus
alunos, que também estiveram entre os vencedores em outras categorias da
competição

Atleta há mais de 15 anos, o areense traz na bagagem uma trajetória de
vitórias, contabilizando mais de 30 medalhas, fruto de competições
locais, regionais e até nacionais.

“Já ganhei Norte Nordeste de Jiu Jitsu, também já fiquei entre os três
primeiro colocados por duas vezes no campeonato realizado em Santa
Catarina, entre outros e graças a Deus já conto com mais de 30 medalhas
que significam a recompensa pelo trabalho e dedicação a esse esporte”,
disse.

Além
de se dedicar ao Jiu Jitsu, Ermesson também é atleta profissional do
MMA (Mixed Martial Arts), tendo, também nessa categoria, contabilizado
inúmeros vitórias, inclusive com lutas no TUF (The Ultimate Fighter
Brasil).

Na cidade de Areia, onde tem uma academia, o atleta conta com o apoio de
comerciantes locais, empresários, donos de academias e até da Igreja,
que patrocinam suas viagens, treinos, mantimentos e o vestuário
específico para as lutas. Ele agora espera ser contemplado com uma
bolsa, no programa Bolsa Atleta, do Governo do Estado, para conseguir
manter a rotina de treinos e também continuar treinando e formando novos
atletas.

Em sua pagina no facebook, o paraibano comermou a vitória e fez questão de lembrar às raízes onde nasceu.

“Eu Ermesson da Silveira Queiroz e agora campeão Brasileiro de jiu-jitsu
em 2015, tenho que agradecer a Deus meu senhor ele me fez chegar até
aqui!  Felicidade ao extremo, nesse momento eu vi que tudo na minha vida
valeu e vale a pena, vi no meu pensamento que fiquei realmente na
história da minha cidade por ser o primeiro atleta a ser Campeão
Brasileiro no esporte, me emocionei demais com isso, vi como valeu a
pena chegar nessa glória e pra mim uma grande honra.  Eu realmente amo
minha cidade Areia-PB, isso é importante para as pessoas da minha cidade
e as futuras que venham a nascer nela, que isso seja um exemplo ou
motivo para irem mais do que o horizonte, e possam seguir em frente
acreditando que é possível quebrar as correntes, superar suas barreiras e
limites e acreditar que é possível todos termos nosso sonhos! Deus é a
luz!”, postou.
Apesar de ter pouca mídia a seu favor, Ermerson aproveita as redes
sociais para promover seu trabalho e agradece aos seus patrocinadores,
entre eles o Restaurante o Barretão, a Binnos Pizzaria, a Coach, a P2
Academia, a sua nutricionista Lilian Fernandes, a Igreja Batista, ao
JNK, entre outros, que acreditam no seu trabalho.

“É importante reconhecer quem confia no nosso trabalho. A recompensa
maior que eu posso dar àqueles que acreditam em mim é trazer a medalha e
dizer que está valendo a pena acreditar em mim”, destacou.

 

 
Ao lado dos proprietários do Restaurante O Barretão, Ermesson agredece o patrocínio.

Rotina de treinos é intensa

 
Márcia Dias

PB Agora

Data: 
terça-feira, Maio 26, 2015 - 20:45
Compartilhe!

Comentários