Polícia da Paraíba apreende 200 kg de skank avaliados em mais de R$ 1 milhão

Compartilhe!

Polícia da Paraíba apreende 200 kg de skank avaliados em mais de R$ 1 milhão

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho investigativo da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande (DRE), apreendeu, na tarde desta segunda-feira (4), durante a Operação Cartel, 200 quilos de maconha tipo hidropônica ou skank, desarticulando, desta forma, uma organização criminosa que atuava na região do Agreste paraibano. A droga, oriunda do estado do Mato Grosso, era cultivada em laboratório e seria distribuída nos municípios de Campina Grande e João Pessoa.

De acordo com o delegado Ramirez São Pedro, trata-se da maior apreensão realizada no ano de 2017 no município de Campina Grande. A droga está avaliada em aproximadamente R$ 1 milhão, já que se trata de skank, um tipo de ‘super maconha’ cultivada em laboratórios, com efeitos mais potencializados. Durante a ação policial, foram presas cinco pessoas suspeitas de integrarem a organização criminosa, dentre elas dois foragidos da Justiça. Os suspeitos são naturais dos estados do Mato Grosso, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

A prisão foi realizada após quatro meses de minuciosas investigações da equipe de inteligência policial da DRE de Campina Grande. Ainda na ação, foram apreendidos três veículos: um caminhão, um Corola e um Saveiro que foi roubado no estado da Bahia. Segundo informações policiais, a droga estava escondida num compartimento secreto do caminhão, que foi seguido pela Polícia, próximo à Cajazeiras, Sertão da Paraíba, até a cidade de Campina Grande, quando, na ocasião, foi interceptado pelos policias que localizaram a droga e apreenderam o veículo, que foi conduzido para a Central de Polícia.

Segundo as informações policiais, esse mesmo grupo seria responsável pela atuação do tráfico de droga na cidade de São Miguel de Taipu, quando, no último dia 9 de agosto deste ano, a Delegacia de Entorpecentes localizou e apreendeu mais de 30 kg de maconha e crack. O entorpecente foi localizado num veículo na BR-230, próximo aquele município, conduzido por Jeilson Pereira, que foi preso pela equipe policial. Ainda foi apreendida uma balança de precisão.

Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Polícia de Campina Grande, onde serão ouvidos na sede da DRE e em seguida ficarão à disposição da Justiça, submetidos à audiência de custódia. As autoridades policiais estarão à disposição para outros esclarecimentos durante toda manhã desta terça-feira (5), na sede da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, na Central de Polícia Civil, localizada no bairro do Catolé, em Campina Grande.

Secom

Data: 
terça-feira, Setembro 5, 2017 - 15:00
Compartilhe!

Comentários