Servidores de Santa Terezinha suspendem greve até o dia 8

Compartilhe!

Servidores de Santa Terezinha suspendem greve até o dia 8

 

  •  

 

Os servidores públicos municipais de Santa Terezinha decidiriam na manhã desta segunda-feira, dia 31, suspender a greve até o dia 8 de novembro, depois que o prefeito iniciou o pagamento de salários do mês de setembro e o pagamento do PMAQ, faltando ainda a implantação da insalubridade e dos quinquênios, como também a liberação dos contracheques.

A assembleia aconteceu na frente da sede do SINFEMP, quando foi colocada a proposta em votação e aprovado por todos os presentes, mas caso o gestor não pague o mês de outubro até o dia 9 de novembro todas as categorias retornarão a greve por tempo indeterminado.

A assembleia contou com a presença do assessor jurídico do SINFEMP, Dr. Damião Guimarães, que fez uma explanação sobre a decisão do STF no tocante a greve, além de informar a ação que foi dado entrada na justiça para que os recursos sejam bloqueados, assegurando assim o pagamento de todos os servidores em dia.

A presidente do SINFEMP, Carminha Soares, destacou a luta e a coragem dos servidores em paralisar as atividades devido ao atraso sistemático dos pagamentos e sugeriu que fosse formada uma comissão para falar com o juiz e colocar a situação pela qual passam os servidores municipais.

O presidente da CTB, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Paraíba e vice-presidente do SINFEMP, José Gonçalves, denunciou o desmando dos gestores nos municípios com atraso de salários e perseguição política, especialmente onde os mesmos perderam as eleições e conclamou a todas as categorias para permanecerem unidas pelo pagamento em dia, como também todos os salários de outubro, novembro, dezembro e 13º até o mês de dezembro, não deixando débito para a futura gestão. “ O esforço que o SINFEMP vem fazendo é para que todos os prefeitos paguem os salários e o 13º aos servidores, deixando tudo quite para a futura administração”, enfatizou o mesmo.

No final da assembleia os servidores saíram em caminhada até a sede da Prefeitura e realizaram um ato público demonstrando a insatisfação para com a prática adotada pelo atual gestor de atrasar salários.

 

sinfemp.com.br

Data: 
terça-feira, Novembro 1, 2016 - 23:30
Compartilhe!

Comentários